Início » ...em forma de Poema » Despertar

Despertar

Carmina Burana

Renascer

Olha para mim, estou viva!

Mergulha na cascata de fios negros
Que perfumei de rosas.
Aperta o meu corpo
No sublime anel das serpentes.
Envolve a minha alma
Na seda ondulante da luxúria.
Sente o meu sangue quente
Num passo de tango.

Aperta os meus braços com tenazes e ferro,
Até eu sentir.
Grita na voz tenebrosa do vento,
Até eu ouvir.
Venda os meus olhos com um lenço negro,
Para eu ver.

Olha… eu estou aqui…
Ousa rasgar o véu da minha indiferença!

Luísa L.

Advertisements

Bote abaixo!...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s