Início » ...na minha Opinião » O Pinheiro

O Pinheiro

Acordei, mas não ousei mexer-me. Abri os olhos lentamente, antecipando a excitação do que iria ver. Fechei-os outra vez mortificada. O cenário era o mesmo. A mesma parede cor-de-rosa erguia-se à minha frente como um monstro encarpado, a cada dia mais temível. Estremeci. E eu que tinha sonhado com uma parede azul!… Levantei-me lentamente e procurei outro cenário, e outro e outro. Ahh não, a minha personagem hoje não iria actuar ali. A rábula do almoço  a tempo e horas estava gasta e sem sabor.

Vagueei pelo parque e encontrei um pinheiro bravo. Os pinheiros bravos são melhores do que os mansos porque são politicamente incorrectos; ficam calados e só respondem quando são espicaçados. Também dizem impropérios para eles próprios, mas eu não os oiço.

– Podes pedir àquela nuvem que parece uma almofada, para pousar na tua copa? É que eu queria lá sentar-me e como tu não és muito confortável…
– Ora essa… agulhas são agulhas, querias o quê, plumas de cisne?
– Ora, não te zangues, eu peço se faz favor!
– Tá bem, tá bem… mas não fales comigo, não gosto de conversas!
– Prometido.

Subi ao pinheiro e saltei de bruços para a nuvem. Ela acolheu-me naquele algodão húmido, suspenso sabe-se lá de onde e eu rebolei e saltei, até cair nos seus braços, completamente exausta! Depois sentei-me e observei. O teatro era diferente visto do alto do pinheiro, os actores eram mais pequenos e pareciam todos iguais. Mas não eram. Era apenas a ilusão de quem vê de cima. Olhei com atenção.

Mesmo à minha direita estava um casal a discutir, ele pegou-lhe nos braços e abanou-a, ela chorou e esgatanhou-o; e pronto, ali terminava um belo e promissor amor. Ela ainda chamou pelo Defensor para meter uma cunha, mas ele, “népia”, é contra. Nem Defensor, nem Nobre, nem Alegre, nem Lopes. Nenhum deu Cavaco. Nem é de estranhar, eles só aparecem quando há muitas câmaras, jornalistas e microfones. Aposto dez contra um, que nenhum vai falhar às entrevistas com a Judite de Sousa! Bom, mas voltando ao casalinho de namorados, como a rábula dos candidatos não tinha actores suficientes, cada um foi para seu lado trocar de roupa. Tinham mais cenas para representar.

Mesmo à minha frente, podia ver uma velhinha a passear o gato pela trela; um animal muito bem treinado! Andava à sua frente, com aquele ar de gato, um tanto feloso mas orgulhoso da sua autoridade. Entre um ronronar mimalho e uma sapatada de garras afiadas, lá ia guiando a velhinha para o novo aeroporto de Lisboa, obra parada, ao que parece “sine die”. Velhaco o gatinho; a sorrir, naquele sorriso de gato, acabou de magicar que no próximo passeio, vai levar a pobrezinha até à segunda fase das obras do metropolitano do Porto. Se calhar são pensamentos de gato, no entanto, parece-me ter lido em qualquer lado, que o António Mendonça garantiu, que a prioridade do Governo são projectos com impacto económico mais imediatos, e que este, coitado, ficava parado.

Mesmo à minha esquerda, deitado num banco, dormia um homem. Não sei se era novo ou velho, pois estava todo enrolado em jornais e bocados de cartão. Ora este ser não tem história, é apenas um figurante.



Keane – Somewhere Only We Know

6 thoughts on “O Pinheiro

  1. Oilá,bela Lu… Foi uma surpresa maravilhosa pra mim,ler-te, ver-te, naquele recado deixado no “de qui tu laif” e,
    mais ainda maravilhado fiquei,quando vi a data deste seu Post q acabo de “degustar”, tendo sido trazido eu até aqui, pelo link do seu nome,Luísa L. Gostei,combina mais com a sua pegada profissional.Que beleza; então, perfeição é saber q continuas tu,apesar dos “entraves” familiares ou sociais,q espero terem ficado mais brandos, ainda continuar fazendo, criando, compondo, explicitando coisas e partes da alma,do espírito,e da mente humanas,q muitos,por simples questão de não querer Viver realmente, nem desconfiam existir… Mais sorte tenho eu,em ser um dos seus muitos fãs verdadeiros e adorar o q tu escreves.

    Eu tbm ando afastado e sumido de “virtualidades”, todas. Mas nunca esqueço a “essência”, a verdade das coisas.

    Desejo pra vc e todos que estão próximos, tudo de bom neste novo ano;e que possamos “tomá-lo” em breve,como parte de uma boa safra!

    P.S. Na verdade,içço deveria ser um e-mail,mas fica sendo só 1 comentário,rs! Adorei o texto e o vídeo.

    Gostar

  2. Radi,

    Muito obrigada pelas tuas palavras! 🙂
    Para já estou a reorganizar a “escrita”. Isto, aliado ao facto de dispor de menos tempo para as “virtualidades”, faz com que não poste com a regularidade que gostaria. Mas tenho escrivinhado algumas ideias no meu bloco-notas que, espero, durante este ano de 2011, possa transformar em histórias.
    Mas de histórias, estórias e promessas está o povo farto… rsrs, e com as presidenciais à porta, há sempre assunto para mais um post!

    Desejo de todo o coração que o teu 2011 te proporcione uma colheita farta, seja lá o que for que te apeteça! 🙂

    Grande abraço

    Gostar

  3. Ola Luisa.
    Antes de mais desejar-te um Feliz Ano 2011.
    Apesar destes actores falhados desta tragédia cada vez mais grega.
    Actores ja vistos sem nada para nos dar senão lançarem mais e mais figurantes…
    Esta peça tem cada vez mais figurantes. Temos de mudar o encenador e todos estes actores antes que comece o 2º acto.
    ja tinha saudades da tua escrita.
    Beijinho.

    Gostar

    • Manuel,

      Feliz e Próspero Ano Novo para ti! 🙂

      Sinto-me em falta contigo, mas não me tem sido possível por a nossa conversa em dia. 😦 O meu ano não começou mal de todo, 😀 , mas depois falamos!

      Pois é, meu amigo, os nossos figurantes são muito mais do que aqueles que vimos. Infelizmente, a grande maioria não tem a coragem de se enrolar em jornais e limitam-se a definhar fechados em casa, ou então sobrevivem do pouco que os vizinhos e amigos lhes podem oferecer. Há muita pobreza envergonhada no nosso país!

      Beijinho e obrigada pela tua presença.

      Gostar

  4. Olá Fernanda!

    Muito obrigada pela visita e estás à vontade para colocar-me nas tuas indicações. Eu gostei muito dos teus “olhares”, tanto no conteúdo como na estética, por isso também vou recomendar!

    Beijos
    Luísa

    Gostar

Bote abaixo!...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s