Início » ...na minha Opinião » Marketing Agressivo

Marketing Agressivo

Eletricidade

– Bom dia, o que deseja? – Perguntei à jovem sorridente, que estava do lado de fora da porta, elegantemente aprumada e a uma distância respeitável do capacho, como mandam as regras de boa educação.

– Bom dia, minha senhora! O meu nome é Marlene e estou aqui da parte da Companhia de Eletricidade. A senhora já conhece os nossos novos tarifários?

– Não… não recebi nenhuma informação ainda… – respondi espantada, pois todos os meses, junto com a fatura da eletricidade é habitual receber um panfleto com as promoções, pacotes de tarifários especiais e toda a porcaria que eles querem vender.

– Uhmm… quanto é que a senhora paga de eletricidade por mês?

– Ora… depende… – disse baralhada, pois não estava à espera de tal pergunta. – Oitenta, cem euros, por mês… mas vocês têm essa informação, com certeza… no inverno aqueles valores sobem. – Disse eu com alguma irritação, pois à noite, os radiadores já começaram a funcionar cá em casa.

– E a senhora está satisfeita com a sua fatura?

– Se estou satisfeita?… Como assim? – Aqui comecei a patinar. – Como é que alguém pode estar satisfeito com a fatura da eletricidade? Ainda para mais, desde outubro passado, como sabe, o governo passou a considerar a energia eletrica um artigo de luxo e vocês passaram a faturar o IVA a 23%! Como é que eu posso estar satisfeita? Marlene, só as pessoas que usam candeeiros de petróleo – se é que a menina sabe o que isso é, e se é que eles ainda existem – é que podem estar satisfeitas com a fatura de eletricidade.

– Então não está satisfeita, não é? O que nós lhe vimos propor…

– Espere lá… – interrompi, começando a por os meus neurónios a funcionar. – Mas agora a EDP envia colaboradores a casa dos seus clientes, para fazer propostas novas, para vender novos serviços… quem é que vai pagar isso? Mais um aumento em janeiro, não?!…

– Não, nada disso!… o valor da sua fatura pode ser reduzido entre 5 a 10%, basta…

– Sério?… Vão baixar o valor do kw/h, será?… – aqui, já desconfiada da fartura, olhei com mais atenção para o cartão de identificação que a jovem Marlene tinha pendurado ao pescoço. Então percebi. Como é que é possível, que eu ainda me deixe enrolar por este tipo de marketing agressivo? Engoli a indignação da minha própria estupidez e continuei. – Então a Companhia de Eletricidade (na verdade a Marlene nunca disse que vinha da parte da EDP), vai reduzir-me a conta da eletricidade. – Calei-me.

– Sim, nós estamos a fazer uma campanha e a senhora não vai ter qualquer custo com a instalação, porque ela é gratuita, basta, simplesmente, fazer umas pequenas alterações contratuais. – Disse, mostrando-me um formulário.

– Então a senhora não está aqui ao serviço da EDP…

– Eu nunca disse que estava! – Exclamou sorrindo.

– Pois não, tem razão. Mas com certeza percebeu, que eu julgava estar a falar com alguém ligado à EDP.

– De modo nenhum, como poderia eu saber o que a senhora estava a pensar? – Disse a rapariga, já com um sorriso menos aberto.

– Pois fique sabendo que me vou queixar da sua Empresa, por marketing enganoso e agressivo, à DECO, aos Portais do Cidadão, do Consumidor e a todos os órgãos competentes na defesa dos direitos do cidadão.

– Mas a senhora não pode dizer que eu alguma vez declarei ser colaboradora da EDP!… – disse a jovem já aflita.

– Pois não. Se tivesse dito isso queixar-me-ia de usurpação de identidade. Com licença. – Fechei a porta, mas acabei por nunca fazer queixa, aos órgãos competentes, da empresa Endesa. Talvez por me lembrar do rosto assustado da Marlene. Mas devia. Eu sei que devia. É por estas e por outras que temos o país que temos. O que não me orgulha nada.

MyFreeCopyright.com Registered & Protected

9 thoughts on “Marketing Agressivo

  1. Luisa,

    Boa noite,

    Amiga você ainda foi observadora, e também questionadora ao ponto da “Marlene” ou a empresa que representava não conseguir te enganar, e fazer com aceitasse um contrato malicioso, agora imagine pessoas simples que agem confiando nas palavras destes? sem malicia alguma…rs

    Beijos

    Gostar

  2. Olá Luísa ! Este blog continua sendo veiculado pelo nosso serviço de divulgação automática, o Direto dos Blogs , e os seus posts publicados no nosso Twitter (BlogsBrasil),Facebook,FrienfFreed e Tumbrl. Então sou obrigado à perguntar : Você não vai mais expor o noso banner ?

    Aguardando resposta,
    atenciosamente

    Gostar

  3. Luiza, venha cá morar no Brasil, em qualquer região.
    Garanto que sentirás rapidamente saudades de seu querido país e assim que for possível, regressará, rapidamente.
    Aqui tem pessoas reclamando junto ao ministério público dos órgãos de defesa do consumidor, tamanha a bandalheira em que nos encontramos aqui.
    E para piorar as coisas, o brasileiro médio e os menos favorecidos, não tem e nunca terão a educação dos portugueses, muito pelo contrário. Aqui o povo é acomodado, insano, burro e preconceituoso, só servem para assistir futebol e novela, não sabem comprar, não sabem votar, não tem bom gosto musical e ainda por cima não sabem procurar seus direitos.
    Quem tenta fazer a diferença, reclamando, procurando seus direitos, tentando adquirir cultura, tentando preservar os bens coletivos, são uma minoria, infelizmente.
    Mas venha ao Brasil, ao menos passar umas férias e compare com o que tens aí em sua terra. Verás que não está tão ruim assim.
    Um grande abraço

    Gostar

  4. Oi, querida Luiza,
    Muito bacana seu texto. Gostei muito do tema e da forma como se desenrola o diálogo. Ás vezes fico a pensar se político é mesmo tudo igual, em qualquer canto do mundo. Pra todo lado que se vira os sacanas estão fazendo das suas. Acho que o problema é mesmo o próprio ser humano, como disse Einstein: Infinitos com certeza são o universo e a estupidez humana. Mas vamos lutando juntos pra ver se as coisas pelo menos melhoram.

    Abraço!

    LeMarc

    Gostar

  5. Oi Luisa

    aqui nos atormentam pelos telefones, o marketing não nos dá uma hora de sossego sem interromper-nos com um telefonema ofertando-nos uma ótima oportunidade (para eles é claro, mas dizem ser para nós), Existem empresas que chegam ao absurdo de ligar-nos 5 vezes no mesmo dia com a mesma oferta. É enlouquecedor. Se resolvessem também bater à porta de casa, acho que eu pensaria em me tornar uma ermitã.

    Beijos

    Gostar

  6. Olá Luísa !!!

    Como sempre apresentando um texto delicioso que descreve bem a realidade do nosso dia a dia !
    Aqui no Brasil é absurda a utilização de marketing agressivo em qualquer setor ! me sinto até sofrendo lavagem cerebral ou prestes a ser enfiada numa camisa de força e obrigada a aceitar algumas destas coisas para poder me livrar !
    E o pior foi como um de seus leitores mencionou, nossa população é na grande maioria muito simplória, o que só aumenta a quantidade de oportunistas e enganadores !

    Um beijãooo e bom restinho de semana !

    Gostar

Bote abaixo!...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s