Início » ...em forma de Conto » Eu vende Livros entre os outros Pronomes

Eu vende Livros entre os outros Pronomes

Nosso

– Ora viva a todos, digo eu!
Eu também sou gente, porque só saúdas todos?
– O quê? Agora és eu?
– Nosso é que não é, soa-me muito democrático e quem sabe tudo aqui, sou eu!
– Isso é que era bom, não faltava mais nada…
– Ele manda?
– Outrem manda…
Eu tenho livros para vender, fui eu que escrevi, eu sei, eu sinto, eu vejo!… Comprem!
– Qual?
– Outro… irra!
-Tantos!
– Nenhum diz algo de novo…
Eu deixo aqui um pequeno trecho sobre como encontrar Deus. É só para vos aguçar o apetite!
– Apetite de quê?
– Quanta porcaria…
– Cala essa boca!
– Qualquer um pode fazer compilações de ideias, uma aqui outra ali…
– Chamaste por um?
– Muitos podem, mas poucos querem passar por essa vergonha.
– Ouve lá, isto é uma conversa entre homens, vai mas é coser meias!
– Poucos estão de acordo.
– Muitos concordam, bem dito!
– Vós concordais com uma coisa dessas?
– Poucos, estavam a referir-se aos livros e muitos também.
– Ah, bom…
Eu estou a perder a paciência e vós devereis comprar os meus livros, vejam bem… é a minha experiência pessoal com Deus…
– Porquê?
– Onde?
– Tu não te metas, isto é só entre pronomes!
– Porque fui eu que os escrevi e sou um ser iluminado. Pesquisei e estudei a minha vida toda, sempre a mesma coisa, sempre nos mesmos parâmetros e sempre os mesmos autores.
– Quanto embrutecimento.
– Tu tens luz própria?
– Isso é falta de imaginação.
– É uma estrela, com tanta claridade…
– O nosso corpo é muito quente!
– O vosso quê?
Eu disse, comprem lá os meus livros, porra!
– A nossa matéria, digo.
– Ah sim, essa… entendo…
– Mas tu estás mesmo com bom aspeto.
– Ele também se tem tratado bem, vê-se pela cor.
– Nós somos muito atléticos, ora vejam os nossos bíceps…
– Vós também estais muito elegante!
– Vocês são uma cambada de ignorantes, não estudam nos meus livros, não abrem as vossas mentes como eu estou farto de dizer…
– Eles são os que têm melhor aspeto, com a pele bronzeada e porte atlético…
– São os tais que chegaram agora de Algarve!
– Idiotas… assim nunca encontrarão Deus. Comprem os meus livros porque eu lá explico tudo, tudo, tudo sobre o espírito e os hindus!
– E os outros foram esquiar.
– Quais, quais, os hindus?
– Não, não, os mesmos que estão acolá com o nariz queimado…
– Podia ser Shiva, ninguém explica…
– Ai, ai… qualquer uma pode ficar caidinha por aquele narizinho cuti.. cuti…
– Idiotas!… eu vou-me embora daqui, não suporto pronomes, nunca suportei… mas lembrem-se, vós aí, eu tenho livros onde explico tudo. Nunca serão nada se não lerem as minhas verdades. Comprem!
– Essas verdades soam-me a falso…
– Como as de qualquer vendedor.
– Consta que ele aprendeu o ofício por correspondência…
– Alguém percebe alguma coisa de narizes?
– Daqueles cuti, cuti?
– Tantos que percebem!…
– Os meus amigos por exemplo.
– Todos os narizes cheiram, o teu não?
– Pronomes, não sentem algo diferente?
– Onde?
– Nada…
– Tudo!
– Isto é fabuloso!
– Já não me cheira mal!
– Ufa…
– A mim também não!…
– Quem diria…

Advertisements

3 thoughts on “Eu vende Livros entre os outros Pronomes

  1. Nossa… já nem sei se Eu sou Eu o aquele que vende livros……. tadinho dos pronomes tão futeis! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    beijo no coração

    Gostar

Bote abaixo!...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s