Início » ...em forma de Poema » Sombras da memória

Sombras da memória

Sombras da memória

Anda…
Vem aqui ao pé de mim
Fala-me dos teus amores
Conta-me feitos de asa ferida,
Encontros de maré cheia
E de lágrimas que doem nos olhos.

Vem cá,
Vamos andar de braço dado
De corpo bandeado
E rir dos heróis noturnos,
Como raparigas tontas.
Vamos ver voar tristezas
E sentir o frio das chamas
Devorar as deceções.

Olha,
Vamos ver o por do sol
Para o templo de Diana.
Fingimos que somos romanas
Com asas nos tornozelos
E estrelas cadentes nos pulsos.
Prisioneiras de mouros com mãos de noite,
E salvas na tarde suspensa
Por cavaleiros de lua.

Anda!
Vamos salvar o mundo
De papoilas decrépitas
Que iludem a vida.

One thought on “Sombras da memória

Bote abaixo!...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s