Início » Sobre Mim

Sobre Mim

E se Eva fizesse uma adenda ao Génesis?

Eva teria começado por escrever que nascer de uma costela é tão pouco viável como nascer de um fémur, de uma omoplata ou de uma falange, qualquer mulher sabe isso, que as mulheres, tal como os homens, nascem dum útero e que ela também nascera de um. Explicaria detalhadamente que não é nem nunca foi uma extensão do homem e nunca Deus lhe disse que ela pariria com dor, pois as mulheres nesse tempo já pariam com dor há muito tempo; também diria que as serpentes não falam e, por isso, nunca falou com nenhuma, tal como nunca teve, ou tem, vergonha do seu corpo nu, pelo contrário, ele é uma fonte inesgotável de prazer e amor. Também nos diria que Deus jamais lhe falou que ela teria que submeter-se ao marido e anunciaria, com um sorriso na escrita, que nunca tinha oferecido a Adão qualquer maçã, fosse do ponto de vista metafórico ou real, pois é ela que escolhe o quê e a quem dá.

Diria, na sua conclusão, que todas as histórias contadas no Génesis são invenções deliberadas de Adão, para fins de propaganda e que essa propaganda visa fazer acreditar que as mulheres têm um papel menor na vida e tem sido alimentada, ao longo de milénios, por homens que desprezam tanto as mulheres que, ainda hoje, só são virtuosos quando a elas renunciam.

Agosto de 2014

 

Por aqui escrevo palavras.

Cuidadosamente sobre linhas invisíveis escrevo ideias sem limite, palavras de mim para mim, umas vezes rectas outras vezes curvas.

~~~~~~~

Luísa L. é o meu nome, mas isso é lá nome decente dirão vocês, mas digam o que disserem aquele é o meu nome e pronto. Os meus amigos costumam chamar-me Isa, que detesto mas eles não sabem, Lili ou Licas e os meus filhos chamam-me mãe. As pessoas que não me conhecem muito bem têm o hábito de me chamar Lígia, Isabel, Anabela, Helena e às vezes Luísa. Mas eu nunca as desengano!

Sou fêmea de meia idade, com alguma descendência, despenteada, frágil, atarantada, bem-amada, discreta, irreverente, curiosa, forte, desorganizada, depressiva, alegre, educada, insatisfeita, paciente, apaixonada, cética, desapegada e mulher de um louco. Ah é verdade, tenho uma enorme falta de paciência para carpidos, cochichos, políticos eloquentes, puxadores de galões, intrigas, advogados pedantes, pedinchices, mentiras, vendedores cassete, injustiças, falsos moralistas, adulações, palavrões e testemunhas de Jeová. Gosto de escrevinhar e sou muito suscetível.

Pari este blogue sem tema; um dia acordei com uma vontade felina de escrever um blogue pessoal e arrasar com a blogosfera. Achei que a Internet preenchia os requisitos das minhas necessidades, até porque está na moda e tem muitas páginas.

Sou um perfeito bicho-do-mato, completamente antissocial, anti correntes, anti Benetton, anti bigmac, anti troca de favores, anti choradeiras no ombro, anti telemóvel e anti voltinha saloia ao domingo. Mas mesmo assim, se tiver alguma reclamação a fazer, ou quiser falar comigo, pode fazê-lo para aqui:

cronicas.mulher.bebado@outlook.pt

Mas olhe, não o(a) aconselho, porque eu ali em cima esqueci-me de dizer que às vezes adoro conversar, por isso corre o risco de nunca mais se ver livre de mim!

Abril de 2010

21 thoughts on “Sobre Mim

  1. Grande Lu(isa) …. Então tá, você se mostrou mais agora do que em seis coisas, ou não, qualquer hora dessas também volto as origens, inclusive do projeto dos blogs (de ser uma pagina pessoal, com assuntos pessoais).

    Gostar

  2. Olá amiga Luísa!
    É sempre bom falar com a querida amiga.
    Mandarei um mail para que tenhas meu contato… também tenho este “problema” de adorar conversar.🙂 rsrs
    Beijos, Fernandez.

    Gostar

  3. Luísa…. você tem se mostrado por inteiro, e este post você corou com toda a sua personalidade! Forte, determinada, mas uma mulher como tantas…. capaz de amar, viver……mesmo sendo extremamente racional!
    Adorei amiga…. e agora se prepara… anotei seu e-mail, e também adoro conversar!
    Beijo no coração

    Gostar

  4. Oii Lu

    Adorei o seu post, bem irreverente como a dona.Percebi que temos varias coisas em comum, o mais improtante é que você nao tem medo de se mostrar mesmo despenteada, gostei muito, seja assim sempre autentica.
    Bjs

    Gostar

  5. Lú,

    Achei o texto magnífico! Quanta sinceridade e como lida bem com defeitos que apontas para você. Sei que não é tão antissocial assim, afinal a internet aproxima as pessoas e você não foge dos amigos. Ficou muito bom mesmo!

    Beijocas

    Gostar

  6. Minha amiga Luísa,

    Nos revelamos através das palavras e não pela face. Você de há muito se revelou uma talentosa escritora, por tudo que tenho lido nas suas crônicas e contos. Gosto muito do seu estilo, mesmo quando despenteada (!).

    Descobri que a meia-idade me faz bem e arrisco dizer que a ti, também. Parecemos envelhecer nos melhores barris de vinho. Sou seu fã.

    Abraços,

    Herval

    Gostar

  7. Olá querida amiga Luísa,

    Adorei seu blog e sua postagem.
    Estou bem atrasada, por problemas de saúde, mas adoro tudo que você escreve e a admiro muito.
    Beijo no seu aconchegante coração.
    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    Gostar

  8. Olá querida amiga Luísa,

    Adorei seu blog e sua postagem.
    Estou bem atrasada, por problemas de saúde, mas adoro tudo que você escreve e a admiro muito.
    Beijo no seu aconchegante coração.
    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    OBS:-Esse foi o cometário que fiz e que não foi publicado. Tento novamente e torço para que seja desta vez.

    Querida Luísa,
    Estou com muitas saudades de você, bem como, todos os amigos do Dihitt. Diga-nos o que está acontecendo. Amamos você.
    Beijos e fique com a paz e o amor de Deus, protegendo-a e à sua família, todos os dia de sua vida.
    Carinhoso e fraterno abraço,
    Lilian

    Gostar

  9. Adorei a sua apresentação, direta, realística!
    Obrigado pela visita e darei uma passadinhas por aqui para correr o risco de me aproximar de você e começarmos uma longa e divertida amizade!
    Grande e fraterno abraço!

    Gostar

  10. Tenho algo parecido, afasto na primeira impressão e depois exijo muito de quem se aproxima. Sou conhecido como bicho do mato, mas gosto de conversar (já percebeu, não foi?), contraditório isso…aliás, meu blog também é muito disso, cada postagem leva um pouco de mim e de como estou.
    Só me fica a dúvida cruel; como somos misantropos, podemos ser amigos?
    Era pra ser uma piada, mas deixa pra lá.

    Bem vinda que eu já estou por aqui!

    Gostar

Bote abaixo!...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s